Policia

Julgamento em Juazeiro Condenado jovem que matou agricultor em Tarrafas para roubar R$ 20,00 e quase era linchado

Manifestação de populares em frente a Unidade Policial de Tarrafas após tomarem conhecimento das prisões de três acusados do homicídio (Foto: Arquivo/Agência Miséria)
Em 16/05/2018 às 06:00

Um dos acusados do assassinato a pauladas de um agricultor na zona rural de Tarrafas para roubar R$ 20,00 foi julgado na sessão ordinária desta terça-feira do Conselho de Sentença do Tribunal do Júri de Juazeiro do Norte. Bruno Alexandre da Silva, de 25 anos, terminou condenado a 21 anos de prisão pela morte de José Pedroca do Carmo, de 50 anos, que era conhecido como “Bandinha”. O crime aconteceu no dia 23 de outubro de 2013 no Sítio Poços em Tarrafas.

Na sentença, o Juiz de Direito Marcelo Wolney Pereira de Matos considerou ainda que os antecedentes, conduta social, personalidade, os motivos, as circunstâncias e as consequências do crime são desfavoráveis ao acusado. Além disso, negou ao réu o direito de apelar em liberdade. O julgamento da Ação Penal por homicídio qualificado durou cerca de quatro horas.

O crime foi praticado por Bruno e Alexandre Martins de Oliveira, hoje com 23 anos, o qual já foi condenado e recorreu contra a sentença. Outro acusado é o então adolescente Antonio David Carmo de Sousa, atualmente com 21 anos. Eles espancaram o agricultor com vários golpes de pau até matar. No curso da instrução criminal, o advogado de Bruno alegou legítima defesa e pediu o desaforamento quando o Tribunal de Justiça designou para Juazeiro.

Eles foram presos algumas horas após o crime quando populares residentes em Tarrafas promoveram um verdadeiro quebra-quebra na sede da Unidade Policial. Revoltados, atiraram paus e pedras destruindo o telhado, computadores, a geladeira e móveis já que pretendiam adentrar o prédio para linchar os rapazes. Com isso, houve a necessidade do reforço de policiais civis e militares de Assaré, Jucás e Iguatu que levaram os acusados com o objetivo de por fim ao tumulto.

No dia do crime, a vítima tinha ingerido bebidas alcoólicas e foi abordada quando seguia para sua residência, culminando com o assassinato. Logo cedo, populares ligaram para o Destacamento de Tarrafas avisando sobre o cadáver encontrado a uma distância de 6 Km para o centro da cidade. Não durou cinco horas e a polícia desvendou o crime prendendo os acusados, sendo que o menor tinha apenas presenciando o assassinato.

Por Demontier Tenório
Miséria.com.br

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.